Skip links

partilhar

Investir em loja online própria, marketplace ou ambos?

artigo marketplace loja online

 

Quando os empreendedores com lojas físicas decidem dar o primeiro passo no digital para vender online, ficam confusos sobre os canais de vendas que devem adotar. Uma das perguntas mais frequentes é: Devo vender através de uma loja online própria ou num marketplace

Costumamos dizer que o segredo está em reconhecer os pontos fortes e desafios de cada solução para aproveitar o melhor dos dois mundos. Neste artigo, vamos explorar as principais diferenças entre dois fatores a ter em conta: a visibilidade e a concorrência.

1. Visibilidade

Depois de criar a sua loja online própria, não pode ficar à espera que os clientes venham até si, tem de aparecer quando pesquisam pelos seus produtos e chamar a sua atenção. Por essa razão, é muito importante criar a sua própria identidade. Com uma loja online própria, pode personalizar o design de acordo com a mensagem que a sua empresa pretende transmitir e incluir diversas funcionalidades diferenciadoras para o cliente. Desta forma, os consumidores irão estar mais familiarizados com a sua marca.

Saiba mais sobre a importância do Design Editorial no Digital.

Os marketplaces funcionam como shoppings e, por norma, já têm um bom tráfego por si só. Enquanto que, com uma loja online, consegue criar uma identidade própria, com o marketplace consegue mais facilmente atrair atenção para os seus produtos. Contudo, nem sempre é fácil, pois também poderão lá estar presentes outras marcas que comercializam produtos similares ou idênticos aos seus.

2. Concorrência

Com uma loja online e identidade própria consegue destacar-se dos seus concorrentes e pode criar conteúdos para inserir na sua loja, sejam vídeos, artigos, guias, ou outros. Desta forma, vai conseguir gerar autoridade.

Saiba mais sobre Marketing de Conteúdo.

O algoritmo do Google “entende” quando um conteúdo é de qualidade ou não para decidir se o mostra na primeira página de resultados de pesquisa.

Saiba mais sobre o Algoritmo do Google.

Para além disso, consegue implementar outras estratégias com facilidade, como por exemplo, ofertas de fidelização, cupões de desconto, e-mail marketing entre outros.

Saiba mais sobre Email Marketing.

Num marketplace existem muitas páginas a mostrar o mesmo produto, o que limita as estratégias de diferenciação.

Contudo, lembre-se que os marketplaces costumam ranquear melhorar os lojistas que prestam um melhor atendimento aos clientes e que cumprem com os prazos de entrega.

Conclusão

Se ainda não estiver preparado para investir na criação da sua loja online própria, mas ainda assim quer vender online, pode começar por vender num marketplace. Mas se já está preparado para fazer esse investimento e sabe que os seus produtos têm procura, então não hesite em criar a sua própria loja online, pois se se ficar apenas por um marketplace, poderá ter algumas limitações no futuro, em termos de autonomia para a implementação de ações de marketing. O que aconselhamos é que crie a sua loja online própria e pondere ter como segundo canal de vendas um marketplace.

Não sabe por onde começar? Nós ajudamos a otimizar o seu negócio!

Ajudamos a tua marca a perceber o seu potencial no digital.
Fala connosco!

    *Campos de preenchimento obrigatório


    Li e concordo com a Politica de Privacidade da Lendarius.

    Return to top of page